Sabedoria Feminina: A intuição e o Corpo em Movimento no Pilates

por Maria Eugênia Gizellini

A intuição é um saber sutil, subjetivo, sensível e portanto muito conectado à energia feminina. Ela vai na contra-mão do racional, nos dizendo sobre o que não vemos, não tocamos, não contabilizamos, mas simplesmente sentimos.  O sentir é natural ao humano e é algo bem próximo às virtudes da mulher, no entanto, por vivermos em um mundo tão lógico e mental, nos vemos muitas vezes deixando esta nossa sabedoria de lado.

Sentir cheiros, gostos, tocar algo, nos tocar, ouvir os sons, olhar a si e o mundo, tudo que passa pelos nossos sentidos, passa pelo nosso corpo. Ao longo do tempo e através das nossas experiências, vamos construindo um repertório de sentimentos e sensações que este corpo é capaz de identificar. Assim, esta compreensão acontece na medida em que estamos abertas para isso, na medida em que estamos conectadas com nossas sensações, presentes e inteiras no momento que vivemos.

O que tudo isso tem a ver com movimento?

Quando nos movemos, acalmamos a soberania da mente e deixamos o nosso corpo falar. Ampliamos a nossa percepção e aumentamos nossa receptividade para o sentir, experimentando novas sensações e, assim, incrementando este nosso repertório. Dessa forma nos tornamos mais presentes em nossos corpos e mais disponíveis para receber a intuição.
Joseph Pilates, criador do método Pilates, foi revolucionário em sua época, resgatando a sabedoria do corpo. Ele entendia que através do seu método o praticante poderia criar autonomia sobre o seu próprio corpo e sua saúde. Portanto, o método pilates propõem a busca de um olhar interno através do movimento. O criador do método também vai de encontro à premissa da maior parte do métodos de condicionamento físico, de que se deve fazer um grande esforço para se ter um grande ganho. Quando ele propõe este olhar interno, permite que o próprio indivíduo compreenda os seus limites e faça a sua prática de modo consciente, saudável e coerente com as suas possibilidades e necessidades. 

Ao se deparar com práticas de tamanha liberdade para mover, experienciar e expressar, cria-se espaço para sentir e reconhecer estes sentimentos e sensações com grande autonomia. Esta nova percepção gerada pelo movimento, se transfere para outros campos da vida da mulher, expandindo suas possibilidades. Sentimos, reconhecemos e intuímos.

Empoderar-se da sabedoria do corpo resgata a sabedoria da intuição, que passa a fazer parte de uma nova consciência.

Que tal olhar pra você, reconhecer-se através do seu movimento e experenciar novas sensações? Que tal se empoderar do seu corpo pelo mover? Que tal vivenciar um espaço em que é permitido sentir? E se agora você puder descansar a mente e deixar o corpo falar? Você está preparada para ouvir a sua intuição? 

Sobre o Autor: Maria Eugênia é Formada em Dança pela Universidade de Viscosa, Certificada no Método Pilates pela TCPilates e habilitada na técnica Feldenkrais, hoje é uma das queridas integrantes da equipe de instrutores do Studio Let’s Pilates.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *